Já se sentiu vazio? Você olha para os lados e não sabe o que fazer para crescer, para ter um pouco de beleza, um pouco de alegria, um pouco de calma na vida que parece correr na frente dos teus olhos em uma velocidade impossível de se acompanhar. 

Você enxerga várias pessoas em tua vida e nenhuma delas parece ter a capacidade de te ajudar, te dar a felicidade que teu coração parece pedir, implorar cada vez mais. 

Você se vê e não enxerga a força necessária para mudar, se sente incapaz de se sentir pleno, completo, cheio. Você não consegue  descobrir o que fazer para se intensificar, então se sente parado, parece que nada mais começa a desenvolver na tua vida e você começa a sentir amarrado em algum lugar, preso de alguma maneira que não entende como isso aconteceu nem quem te colocou naquela situação. Mas você também não faz ideia de como pode sair. 

Os sentimentos parecem estagnados em algum lugar e você não consegue mais senti-los com a intensidade tão particular que desejas. 

O desespero e o medo vem constantemente ao teu coração dando uma leve claustrofobia diante da tua pequenez de capacidade, ele atinge tão profundamente a ti que transborda em teus olhos e te faz se sentir ainda menor. 

Você se sente perdido. 

Mas nada disso precisa durar. Você não precisa se sentir vazio, pequeno, incapaz, estagnado. Você não precisa sentir que está sonhando para o vento, que nada muda, que nada cresce, que nada se desenvolve em tua vida. Você não precisa se sentir perdido dentro de si mesmo, pois tem alguém que te chama para te dar o que tu buscas, mesmo que você não encontre o nome para o que tanto anseia. 

Jesus quer te fazer florescer. Ele pode te fazer alcançar coisas que você nunca imaginou. Ele pode te livrar do vazio causado pelas coisas que você busca para tentar preencher teu coração. Ele pode encher o coração de uma forma que inexplicável, mas real. A única forma real de plenitude é dele, afinal. Ele quer te fazer crescer, voar, ir além do que tua mente pode imaginar. Te fazer sentir o que você não sabia que existia, o que você não consegue descrever com as palavras, mas consegue sentir em uma intensidade nunca experimentada. 

Ele pode te dar o inédito. Aquilo que não dá para comparar a nada pois é único, é puro, é real. E o mais importante: só Ele pode te dar isso. 

Essa lista de  comunidades do Google+ para divulgação de blogs é para ajudar muitas blogueiras que ainda não conhecem o Google+ como uma ferramenta de divulgação ou então não conseguem encontrar as melhores comunidades para divulgar. 

São comunidades onde eu não somente divulgo meus links e ganho excelentes resultados de visualizações e interações, mas acabo também conhecendo outros blogs e outras blogueiras super queridas! A ordem da lista está das comunidades do Google+ para divulgação de blogs com mais membros para as com menos membros, e o número ao lado indica a quantidade de membros que havia quando fiz o post!

Lista de comunidades do Google+ para divulgação de blogs:


  1. Divulgue sue blog, sites, etc... (74.801)
  2. Depois dos Quinze (68.790)
  3. Blogueiras de moda (54.930)
  4. Divulgação (49.281)
  5. Blogueiras Unidas (24.955)
  6. Divulgação de blogs, fanpages, sites e comunidades (23.026)
  7. Bloggers (22.459)
  8. Divulgue suas postagens (19.704)
  9. Blogueiras divulgando!!! (19.608)
  10. Divulga o teu blog (17.695)
  11. Blogueiros (16.037)
  12. Divulgue seu blog (15.090)
  13. Entre amigas - Divulgue Blogueira! (10.679)
  14. Blogueiras (10.179)
  15. Divulgação entre blogs (9.885)
  16. Blogueiras e Youtubers (9.744)
  17. Blogueiras amigas (8.942)
  18. Blogueiras brasileiras (7.575)
  19. Divulgue aqui (7.296)
  20. Blogueiras e Youtubers (6.768)
  21. Blogueiros Seguidores e Youtubers (5.674)
  22. Divulgue aqui (5.089)
  23. Blogueiros & youtuber's unidos (4.246)
  24. Divulgação de blogs (3.819)
  25. Blogueiros (3.728)
  26. Divulgação + (573)
  27. Divulgação de blogs, sites e comunidades (3.414)
  28. Blogs (3.069)
  29. Blogueiras de moda e beleza (2.849)
  30. Divulgação entre Amig@s (2.334)
  31. Blog It Girls (2.332)
  32. Blog &Youtube (2.099)
  33. Blogueiras Ever (2.016)
  34. Blogueiras e Blogueiros cristãos (1.957)
  35. Blogueiras novatas divulgando (1.786)
  36. Blogueiras cheias de estilo (1.568)
  37. Blogs e sites super interessantes (1.561)
  38. Blogs de A-Z (801)
  39. Blogueiros e blogueiras divulgação (782)
  40. Divulgação de youtubers, vloggers e blogueiros (713)
  41. Blogs Brasil (685)
  42. Blog apaixonada por livros (610)
  43. Divulgação de blogs (385)
  44. 1001 blogueiras (236)
  45. Divulgação de blogs e canais (185)
  46. Divulgação de blog cristão (178)
  47. Divulgação Blogs/Sites (130)
  48. Divulgue seu blog literário (119)
  49. Blogs cristãos femininos (64)
  50. Blogs (54)
  51. Blogueiras do RJ (40)
  52. Divulgue seu blog cristão (28)


Resenha: Minta que me Ama,
Minta que me Ama é o livro de estreia de Maria Duff. O livro foi recentemente publicado pela editora Novo Conceito e conta a história de Jenny Breslin. Jenny é completamente viciada no twitter e em uma noite de bebedeira ela convida suas amigas virtuais para passar um fim de semana em sua casa. O problema é que a vida real de Jenny é bem diferente do que ela mostra ser pelo Twitter. 

Autora: Maria Duffy
Editora: Novo Conceito
Páginas: 380
Ano: 2014
Nota: 3/5
Sinopse: O inverno é a estação mais aconchegante do ano, mas Jenny Breslin não se sente nada confortável. Tudo na sua vida a total ausência de romance, o emprego chatíssimo no banco foi tocado pela mágica das festas de fim de ano. A simples ideia de passar por mais um Natal com a sua mãe extravagante e Harry, o novo namorado dela, a enche de pavor. Mas isso é na vida real... No Twitter, as coisas não poderiam estar mais interessantes. Nele, Jenny tem uma carreira em ascensão, uma vida amorosa sensacional e uma agenda superconcorrida. Então, em uma noite de bebedeira, Jenny está tuitando com suas amigas Zahra, Fiona e Kerry. E de repente ela as convida para passar alguns dias em sua casa em Dublin. À medida que a sua vida virtual entra em rota de colisão com a sua verdadeira rotina, Jenny não sabe para onde correr. Tudo parece contribuir para mostrar que a existência das suas companheiras de Twitter é um milhão de vezes mais interessante do que a sua. O fim de semana chega, e segredos são compartilhados. Jenny começa a perceber que, enquanto ela sonhava, as coisas acontecem bem depressa. Será que é muito tarde para que ela volte a assumir o controle da sua própria e verdadeira vida?

Jenny já é uma mulher adulta, com seus mais de 30 anos ela odeia seu trabalho, tem um relacionamento complicado com sua mãe e sua vida amorosa é um fracasso total. Jenny é uma mulher solitária, apesar de suas noites nas baladas ela sente falta de estar com alguém, suas amigas estão em um relacionamento e até mesmo sua mãe tem um novo namorado, e isso começa a "perseguir" ela, que começa a ficar extremamente carente. Sua válvula de escape é o Twitter, um lugar onde ela pode ter uma super carreira, encontros maravilhosos e várias amigas. O pior é que quanto mais ela mente, mais fica difícil desmentir e cada vez mais ela se enrola.

Resenha: Minta que me Ama,


O livro é narrado em primeira pessoa pela Jenny, e isso foi algo divertido e chato ao mesmo tempo. Em algumas partes os pensamentos da Jenny chega a irritar, isso porque ela sempre pensa as mesmas coisas e chega um ponto em que não tem nada diferente, a leitura começa a ficar meio chata e então começa a ficar divertida novamente. Como um chick-lit o livro é bom, levando em consideração que também é o livro de estreia da M. Duffy

Nossa, que confusão. E aqui estou eu, uma tola tentenado resolver a vida amorosa da minha mãe enquanto a minha própria vida amorosa escorre pelo ralo!

O livro é repleto de humor, drama e, claro, romance. A história é dividida em duas partes, uma que é antes do encontro das amigas do twitter e a outra parte, a melhor, que é quando as amigas de Jenny chega. Claro que eu não posso dar spoilers, mas já posso garantir que esse livro é uma caixinha de surpresas! Cada capitulo termina de uma forma que você tem que ler o próximo, e o próximo.... Ou seja, a leitura flui. É impossível não comparar a escrita da M. com a da Sophie Kinsella, já que as duas conseguem criar personagens divertidas, dramáticas e envolvidas nas situações mais inusitadas possíveis.

Resenha: Minta que me Ama


Em certos pontos eu senti que a leitura ficava meio travada ou forçada. Como se autora quisesse forçar um humor onde não tinha ou transformar pequenas coisas em grandes dramas. Mas isso foram apenas detalhes. O livro é bom, mas não chega a ser ótimo, é uma leitura rápida, leve, divertida. Flui bem e com certeza irá te arrancar boas risadas. Mas não espere demais também.


AVISO IMPORTANTE: Gente, essa resenha foi postada originalmente no Meninas Quase Invisiveis, meu antigo blog. Lá tem várias resenhas legais que fiz há uns dois anos atrás e como o blog está totalmente inativo, eu resolvi trazer as melhores resenhas para aqui, assim o FNO sempre vai ficar com resenhas novas e quem não me acompanhava no MQI poderá ver as dicas que eu dava por lá. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curso de MakeUp com a Boca Rosa