Se tem uma coisa que eu amo é conversar com escritores. Claro que isso deve ser por dois motivos: eu sonho em ser escritora e quero muito ser jornalista também. Por isso eu criei o Nas Entrelinhas aqui no blog, um espaço onde eu faço entrevistas com autores brasileiros que eu gosto e li e compartilho com vocês. 

A entrevista, ou melhor, bate-papo de hoje é com a Thaís Santos. A conheci há uns anos já, através do seu blog, pouco tempo depois comecei a ler seus escritos no Wattpad, li seu conto Celestial Glow e e acompanhei o romance cristão Aquele Fim de Semana. Mas essa jovem jornalista não parou pelos escritos online e publicou recentemente seu livro Quando o Amor Acontece pela editora Charme.  

Com histórias fofas, românticas e uma escritora leve, Thaís é uma autora que merece reconhecimento. E hoje vocês poderão conhecer um pouco melhor sobre ela.

Fale um pouco sobre você. Quem é Thaís?


É difícil dizer quem a gente é, né? Se eu pudesse me descrever em três palavras seriam: sorriso, fé e sonhos. Essa sou eu, rs.

O que escrever significa para você?


Escrever é meu escape da realidade. É quando eu já não consigo colocar para fora toda a bagunça que existe na minha cabeça apenas falando.

A escrita sempre fez parte da sua vida ou foi algo que surgiu?


A escrita, em si, esteve presente desde bem cedinho, assim como a leitura. Mas a paixão por escrever veio mesmo em 2009, quando minhas amigas do Colégio me incentivaram a criar um blog. Desde lá, não parei mais.

Como é o seu processo de escrita? 

Meu processo de escrita é bem louco, rs. Tem dias que eu separo um tempo pra organizar as ideias e colocar tudo no papel. Em outros momentos, a ideia simplesmente vem e eu preciso parar tudo e escrever. Tenho o costume de andar com um caderninho na bolsa, e o bloco de notas do celular também já me salvou diversas vezes.




Quais são as coisas que mais te inspiram na vida e a escrever? 


O que mais me inspira para tudo é o amor! Esse sentimento é tão lindo, louco e complexo que dá para escrever milhões de livros sobre ele, de maneiras completamente diferentes. Também sou muito inspirada pela fé e por pequenos momentos do dia a dia. Uma frase ouvida pode virar um diálogo na minha mente e, de repente, nasce uma história.

Quais seus autores e livros preferidos?


Que pergunta difícil! Meus autores top três internacionais são a Kristin Hannah, Lauren Oliver e David Nicholls. De nacionais, Paula Pimenta, Lycia Barros e a Bruna Fontes são as que mais me inspiram. Agora, de livros é ainda mais complicado escolher, haha. Meu xodózinho da vida é Alice no País das Maravilhas e meu bebê é Um dia. Agora, meu amor maior mesmo está na Bíblia Sagrada! 

Acho que todo escritor deve passar por um momento de bloqueio criativo. Você já sofreu com isso? Se sim, o que fez para superá-lo e voltar a escrever logo?

Ah, o bendito bloqueio! Confesso que tem vezes que dá vontade de abandonar tudo, mas o segredo é a paciência. Todo mundo passa por isso e é normal, principalmente depois de longos períodos de escrita. Minha dica é não se cobrar demais nesses momentos porque isso acaba te frustrando ainda mais. Leia um livro, assista uma série, veja um filme... ou até treine a sua escrita em pequenos versos e frases. Isso me ajuda a não perder o contato com as palavras, porém, dando um tempo para a minha mente relaxar.


Como surgiu a ideia para escrever os seus livros? 


Quando o amor acontece, que é meu primeiro romance publicado, surgiu de um concurso cultural. O tema era "aniversário" e eu comecei escrevendo a primeira cena do livro. Logo depois, postei no blog e os leitores pediram uma continuação. Eu só não imaginava que realmente fosse virar um livro! Meu romance cristão, Aquele Fim de Semana, é um compilado de ideias antigas que estavam guardadas, coisas que aconteceram comigo e histórias de leitoras. Ele demorou alguns bons anos guardado, mas sinto que valeu à pena. Já Amores Contados, nasceu das crônicas postadas em meu antigo blog.



Publicar um livro no Brasil é uma tarefa bem dificil, tanto o processo de achar uma editora quanto a divulgação da obra. Conta um pouco sobre como tem sido isso tudo para você. É o que esperava?


Acho que, quando a gente começa a pensar em publicar, não tem a mínima noção da dimensão de pessoas, tempo e paciência que o processo envolve. Graças a Deus, tive contato com a Editora Charme, que incentiva as autoras nacionais e ajuda bastante na divulgação. Você precisa analisar vários fatores e estes incluem tanto sua disponibilidade financeira, quanto a participação da editora em todo o processo.

Qual foi o maior desafio enfrentado na hora de escrever suas histórias?


Os dois maiores desafios foram sem dúvidas o tempo e os bloqueios criativos. Mas, principalmente, o tempo! Eu estava indo para o último ano da faculdade, prestes a entregar meu TCC e decidi que terminaria o livro em meio a tudo isso. Foi loucura, mas ao mesmo tempo foi um ótimo incentivo para mostrar pra mim mesma que eu sou capaz de qualquer coisa se me dedicar para isso.



Em Aquele Fim de Semana percebemos muitas semelhanças com a história bíblica do filho Prodigo, inclusive tal passagem é citada na história. Você costuma se inspirar na Bíblia na hora de escrever suas outras histórias?


Para algumas histórias, não especificamente na Bíblia, mas em experiências que eu e pessoas próximas tivemos com Deus, o que muitas vezes me lembra de algumas passagens e é muito gostoso fazer essa conexão entre o que vivo e o que acredito. Tenho planos que incluem usar um pouco mais desses conhecimentos, mas ainda é segredo, rs.

Ah, aproveitando o tema, qual sua história bíblica preferida?


E as perguntas ficam cada vez mais difíceis! Hahaha. Eu amo a história do Filho Pródigo e sou apaixonada pela passagem das 10 virgens. Mas, ultimamente, Ester e Davi não saem da minha cabeça!


Você acha que por escrever um livro cristão as pessoas tendem a ter certa resistência? Ou isso atrai mais o público?


É bem mais difícil escrever um livro cristão, vejo isso pela quantidade de leituras (no Wattpad) e o retorno do público é ainda menor. As pessoas acabam criando uma certa resistência por achar que se trata apenas de religião, mas o foco é Jesus. É o amor de Deus! De um Pai que nos ama e, acima de tudo, deseja somente o melhor para nós. Por outro lado, algumas pessoas tem curiosidade de saber como seria um namoro cristão e acabam lendo a história tentando entender as diferenças.


Quais são os seus projetos para 2017? 


Em 2017 quero dar início a um projeto que tenho pensado faz um tempinho (ainda não posso falar, mas fiquem ligados na minha página que de vez em quando eu solto alguns spoilers por lá, rs). Também seria um sonho a versão física de Aquele Fim de Semana e estou estudando possibilidades. Prometo que não vou ficar parada!


Thaís, agradeço muito pela sua entrevista e o tempo dedicado em me responder. Desejo a ti todo o sucesso, que Deus abençoe ainda mais seus dons e você desenvolva cada dia mais o seu talento. Por último, gostaria de pedir que você desse três conselhos para quem sonha em escrever um livro, especialmente com base cristã.


Amém! Minhas dicas são simples, mas foram muito valiosas para mim. A primeira é: não desista! Vão existir críticas, muita gente vai tentar te convencer de que existem gêneros mais fáceis e questionar a sua fé, mas se isso é realmente seu sonho, acredite. Vai valer à pena. A segunda dica é: ore. Bem clichê de "crente" falar isso, mas não existe nada que eu faça sem perguntar primeiro a vontade de Deus e a direção para onde devo seguir. E por último, mas não menos importante: não tenha medo de se expor! Seja seu testemunho, uma experiência... posso te garantir que muita gente vai ser alcançada por suas palavras.


Pedi para ela responder rapidamente à certas palavras, como um bate-volta. 

Uma música: Liberta-me de Mim - Luma Elpídio
Um livro: Garotas de Vidro, Lauren Oliver
Uma história: Ester
Uma lembrança: Minha primeira Bienal como autora!
O dia perfeito é: Aquele em que eu consigo realizar tudo o que planejo, rs
O passado foi: Aprendizado
O futuro será: Sonho
O presente está sendo: Realizações
Seu maior sonho: Falar do amor de Deus através da escrita

24 Comentários

  1. Que linda, adorei a entrevista e conhecer a autora.
    Charme-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz, Simone!
      Espero que continue acompanhando meus escritos por aí 😊
      Beijos,
      Thaís S. Lurco

      Excluir
  2. Nossa que lindo...bem diferente né entrevista assim no blog super adorei um super beijo ❤

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que ideia bacana, adorei a entrevista, e amei conhecer de pertinho seu blog!
    Ganhou uma nova seguidora!
    Beijinhos: http://my1life2in3books.blogspot.com.br/2016/11/wishlist-black-friday.html#more

    ResponderExcluir
  4. Adorei a entrevista. Também gosto do livro Garotas de vidro.

    ResponderExcluir
  5. Adorei a ideia. Eu adorei. A escritora merece ter tido o reconhecimento. Seu blog é muito lindo, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuuito obrigada, Ju!
      Espero que continue me acompanhando por aí 😙

      Excluir
  6. acho demais essa série de post que tu faz! tão planejada e cheia de carinho! adorei conhecer mais sobre ela, vou ler algo dela <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obaaa!
      Espero que meus personagens te cativem tanto quanto essa entrevista linda 😍

      Excluir
  7. Não conhecia a Thais e já quero ler algo dela, adorei a entrevista, perguntas interessantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficarei muito feliz em ganhar uma nova leitora ❤❤❤

      Excluir
  8. Super me identifiquei com ela, principalmente quando diz que escrever é como uma válvula de escape. Acho que significa isso para mim também, afinal, a gente passa tanto tempo na realidade, que sonhar de vez em quando é lindo rs ♥ E sim, sim, sim. Tudo ao nosso redor se torna inspiração. Sempre. Adorei o post e a ideia do projeto, é muito bom dar reconhecimento para quem está começando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrever já faz parte de mim, está enraizado, não tem mais jeito!
      Fico super feliz por ter se identificado comigo 😍❤

      Excluir
  9. Você tá super certa de escolher a profissão de jornalista, geralmente acho entrevistas um tédio e essa não haha achei mega divertida e flui o super bem. Adorei ela, não sabia que existia esse nicho de livro, e acho que vai da super certo, so senti flata da foto do livro no post, fiquei curiosa haha ♥♥ também penso em escrever um livro um dia, mas vai ser sobre relacionamentos rs kk vix
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei que a Alexia arrasou nas perguntas!
      Espero que continue me acompanhando e conheça meus escritos.
      E vá atrás do seu sonho, vale à pena ❤

      Excluir
  10. Que entrevista tão bem feita. Eu sou de Portugal e não sou cristã mas já ouvi falar dessa menina cá, andorei conhecer melhor ela. Beijo bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que alegria ler esse comentário! Foi uma surpresa sem tamanho saber que meus escritos andam passeando por essa terrinha linda ❤❤❤

      Excluir
    2. Nossa, que felicidade em ver que a entrevista foi lida aí ♥ E que vocês conhecem o livro da Thaís já hehehe. Obrigada pelo elogio!!!

      Excluir
  11. Esstou apaixonada co o seu cantinho, achei muito aconchegante! Me conquistou na hora que vi o nome da coluna, bem criativa, parabéns! Gostei de conhecer a autora e, embora eu definitivamente vá ter uma certa resistência em ler as suas obras, vou procurar no wattpad e dar uma lidinha!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom, obrigada! Fico mega feliz ♥ Procura sim, a escrita dela é incrivel!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curso de MakeUp com a Boca Rosa